RSS

– O Largo do Infante

.

Castelo de Santa Cruz

*

“Em tempos recuados houve neste frondoso local o denominado portinho do Beliago, desaparecido, em 1675, quando o capitão-mor Jorge Goulart Pimentel mandou prolongar a muralha da cidade e ligá-lo ao castelo de Santa Cruz.

Largo do Infante (temporal de 1898)

A partir desta data conheceu várias atribulações, sendo parcialmente destruído pelo temporal de 20 de Janeiro de 1898, e também várias designações. “Largo de Neptuno” de 1867 até 1894. No âmbito do quinto centenário do nascimento do Infante D. Henrique, a Câmara Municipal associando-se àquelas comemorações, decidiu alterar-lhe o nome para “Largo do Infante”.

Largo do Infante5

*

Largo do Infante

*

(crédito de imagem: Luís Correia)

Posteriormente, em atitude panegírica e exaltante, tão ao gosto da postura ideológica do Estado Novo, foi recém-baptizado largo embelezado com uma estátua do dilecto Infante, uma simpática deferência da Câmara Municipal de Lisboa, que a emprestou à sua congénere local, cuja inauguração solene ocorreu a 1 de Dezembro de 1940, no âmbito das “Comemorações Centenárias”.

Largo do Infante1

Decorridos vinte anos certamente por devolução ao respectivo proprietário da estátua emprestada, foi esta substituída pelo actual busto e divisa da casa do referido Infante “Talent de bien faire”, obra do escultor micaelense Numídico Bessone, conjunto inaugurado a 16 de Julho de 1960, procedendo-se igualmente à alteração da anterior designação para “Praça do Infante”.

Largo do Infante4

*

Largo do Infante2

Nesta Praça, são ainda de referir os quatro exemplares de Phoenix Canariensis, vulgo palmeiras, classificadas pelo Decreto Legislativo Regional nº28/84/A, de 1 de Setembro, plantadas após as reparações dos estragos provocados pelo referido temporal de 1898.

Largo do Infante3

Em gaveto relativamente à Praça do Infante, destaque para o edifício de características eclesiásticas-“arte deco”, construído após o terramoto de 1926.”

(César Gabriel Barreira, Um Olhar sobre a Cidade da Horta, 1995)

*

Café Internacional (interior)

Café Internacional*

.

Os irmãos Azevedos falavam-me muito

deste café. Vinham aqui fugidos à missa

do meio-dia de domingo. Vinham ler a

Duras. Eram guiados desde a Matriz por

uma espécie de simpatia imperfeita

aversão a partir da semelhança dos

sentimentos. Os irmãos Azevedos

contavam-me acerca da alegria do pecado.

Por eles não percebi esta sala que

envelheceu desde esses anos sessenta.

Os metrosíderos do jardim estendem até

às primeiras mesas a sombra opaca de

um escuro verde; um verde queimado

que se deixa inscrever no losango de

vidro de uma das paredes; outro modo

verde. compaixão e amizade, similar

tendência das inclinações; estima e afecto

formam a complacente beleza deste café

de 1926. Uma simpatia imperfeita, mas

não o pecado sentido depois da missa

de domingo; temor inocente da adolescência

dos irmãos Azevedos, que tiveram aqui

a luminosidade do marinheiro de Gibraltar.

Pássaros que não voam de dia, senão de

noite. Um homem de ruína é provável que

se sente a estas mesas e que tome o

primeiro álcool do dia. Nas paredes as

silhuetas dos anos vinte observam uma ordem

de entusiasmo; um tempo de partida

um inútil regresso.

“Nem virá depois de ti quem te seja

semelhável.” Cantavam isto, tal e qual,

a outras aves do mar.

É domingo. Os sinos de São Salvador não

param de tocar. Passamos facilmente do amor

e do afecto ao orgulho e à vaidade, uma

espécie de doce não sei com bolacha Maria e

ananás. Sob a sombra da folhagem. Um

verde queimado. Grã fortuna.

(João Miguel Fernandes Jorge, Terra Nostra, 1992)

* Café Internacional – sito no rés-do-chão do referido edifício

Anúncios
 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: