RSS

Ilha das Flores

05 Jul

“Alheio às frentes e massas de ar marítimo, às quedas violentas de pressão sobre soitos e hortas desprotegidas, o basalto estriou em pedaços visíveis, turisticamente em verticais, vem nas fotografias mais aplaudidas, recusámo-nos a tirar uma sequer, nem que fosse à própria sombra (o Zé, às escondidas, não cumpriu o pacto, mas o Fatum fez-lhas completamente tremidas com a pressa quase improvável de ninguém dar pela traição), Não são essas rochas, como a dos Bordões, o que mais detém o amador de simplicidades mais secretas. Antes o facto de não haver fumarolas nem sulfaratas, essas “águas quentes” que há pelas outras ilhas, a não ser um breve lugar já dentro do oceano e só em maré vazia. Bem como a indecisão sísmica do mundo, manifestada nos últimos tempos quase de modo nenhum; só no “ano do abalo”, como me disseram alguns açorianos, provocou andanças violentas de marés.”

(Joaquim Manuel Magalhães, Do Corvo a Santa Maria, 1993)

Anúncios
 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Julho 5, 2010 em Flores

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: